FranklinCovey Brasil
Converse com nossa equipe através
do seu próprio WhatsApp.

Diferença entre Lucro e Agregar Valor em uma Empresa

Uma definição clássica da função de uma empresa dizia que uma empresa tinha a função de gerar lucro.

Atualmente, em uma visão mais contemporânea, define-se que uma empresa tem a função de agregar valor aos seus acionistas.

Mas afinal, qual é a diferença entre gerar lucro e agregar valor em uma empresa?

Qual é a diferença? 

Lucro é o resultado da diferença entre todas as receitas e despesas de uma empresa. Se a empresa tiver mais receitas (entradas de dinheiro) do que despesas (saídas de dinheiro), essa empresa gerou lucro. Aí você deve estar pensando: “Sim, é justamente isso que todos acionistas e investidores querem, Lucro!”.

Não é bem assim. Posso te garantir que nem sempre os acionistas e os investidores de uma empresa esperam Lucro. Eles querem mesmo é Agregar Valor à empresa.

Mas então, o que afinal é Agregar Valor?

De uma forma simples, podemos dizer que agregamos valor quando há aumento do valor de mercado de uma empresa. Neste caso, houve agregação de valor a aquela empresa, e isso se reflete nos preços de suas ações.

E o que reflete o preço das ações de uma empresa?

Basicamente, os preços de uma ação, refletem uma expectativa de ganho futuro.

Portanto, o valor de uma empresa, é definido pelo mercado, não apenas baseado nos resultados atuais da empresa, mas também na expectativa potencial de gerar ganhos futuros.

Pode-se dizer com segurança que a agregação de valor, passa pela percepção dos investidores, que esperam uma geração de resultados futuros maior que a geração de resultados atuais.

Por exemplo: uma empresa que está explorando um mercado que tem grande potencial de crescimento, como o mercado de tecnologia, acaba gerando uma expectativa de que os ganhos futuros podem ser exponencialmente maiores que os ganhos atuais, e essa percepção acaba gerando uma valorização nos preços das ações desta empresa.

Você pode estar se perguntando, mas isso não é igual a lucro?

Eu digo que não. Uma empresa pode dar lucro em um ano, mas destruir valor, pois não está se atualizando, ou está explorando um mercado que está acabando por conta de atualização tecnológica, por exemplo. Temos um caso clássico dessa situação que foi o que aconteceu com a Kodak. Deu lucro por muitos anos, mas o mercado que ela atuava sofreu uma mudança drástica e a empresa não foi capaz de acompanhar.

Por outro lado, uma outra empresa, pode estar gerando prejuízo neste momento, mas estar investindo em um mercado ou em uma tecnologia que tem enorme potencial de gerar resultados no futuro. Um bom exemplo é o caso da Amazon, que por alguns anos gerou prejuízos, mas sempre foi muito valorizada pelo mercado, pois se acredita que ela está bem-posicionada em um mercado que tem alto potencial de gerar resultados enorme. Não é por acaso que é uma das maiores empresas do mundo em valor de mercado atualmente.

Então, como uma definição definitiva, podemos dizer que lucro, está relacionado ao resultado atual da empresa, e agregar valor está ligado ao potencial de geração de resultados futuros.

Denis Medina

Economista, MBA Internacional e Consultoria de Gestão e Mestre em Gestão de Alimentos e Bebidas. Mais de 20 anos de experiência na área financeira e comercial em indústrias multinacionais e grandes instituições financeiras. Atualmente sou Empreendedor, Gestor Financeiro de grupo empresarial nacional, Consultor nas áreas de gestão, finanças e planejamento estratégico, palestrante do tema de Finanças Pessoais e Professor na FranklinCovey.